Portcom



Comunicado 09/2005
Diretoria da Intercom atualiza diretrizes para outorga de prêmios anuais

Reunida em Bauru (São Paulo), no dia 9 de dezembro de 2005, a Diretoria da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Intercom – aprovou a reformulação das diretrizes para a concessão dos prêmios de incentivo aos estudantes dos cursos de comunicação, potenciais pesquisadores da área.

Além dos prêmios tradicionalmente concedidos aos estudantes de graduação, mestrado e doutorado, instituídos durante a gestão da Profa. Dra. Margarida Kunsch, a Diretoria da Intercom acolheu a idéia de premiar também os estudantes dos cursos de especialização (pós-graduação lato sensu), que hoje constituem segmento expressivo no panorama universitário nacional.

Tradição e Mudança

Até 2005, a outorga dos prêmios foi processada mediante concursos que dependiam da candidatura dos interessados, dentro de um clima de competição aberta entre instituições, razão porque participantes potenciais se excluíam compulsoriamente.

Na tentativa de ampliar a participação individual dos estudantes de comunicação e ao mesmo tempo de valorizar a presença intelectual desses novos pesquisadores no congresso Intercom, a concessão dos Prêmios será feita de modo indireto. A partir de 2006, serão inscritos automaticamente todos os estudantes que apresentarem trabalhos no congresso anual da Intercom.

A participação compreende tanto os estudantes agregados aos Núcleos de Pesquisa – NPs – quanto aqueles inscritos nos novos eventos: Jornada de Iniciação Científica em Comunicação – Intercom Júnior – e Jornada de Inovações Midiáticas e Alternativas Comunicacionais – Altercom.

Assim sendo, a premiação deixa de ocorrer durante o congresso nacional e passa a ser feita no período pós-congresso. A avaliação de mérito dos trabalhos estudantis passará pelo crivo inicial dos comitês científicos dos NPs, Altercom e Intercom Júnior.

Novo calendário

Anualmente, em outubro, a Diretoria da Intercom vai nomear comissões julgadoras para analisar os melhores trabalhos efetivamente apresentados ao congresso nacional por estudantes de: a) graduação, b) especialização, c) mestrado e d) doutorado. Os candidatos serão pré-selecionados por equipes designadas pelos coordenadores dos NPs, Altercom e Intercom Jr.

O anúncio dos vencedores ocorrerá durante o Simpósio Nacional de Ciências da Comunicação, em dezembro. Por sua vez, a entrega dos troféus e diplomas será feita no ano seguinte, durante os Simpósios Regionais correspondentes ao local de residência dos vencedores.

Sistemática dessa natureza tem sido adotada, com sucesso, pela International Association for Media and Communication Research – IAMCR –, refletindo-se positivamente na adesão dos estudantes aos seus congressos bienais e criando um clima sadio de emulação intelectual.

Ao contemplar todos os participantes do congresso, previamente avaliados por comitês científicos, o certame adquire mais amplitude, incluindo talentos que muitas vezes não desejam se expor a um julgamento de tipo competitivo. Da mesma forma, o processo de seleção dos melhores trabalhos será descentralizado, envolvendo preliminarmente comitês de base nos NPs e nos eventos do congresso.

A decisão final ficará a cargo de comitês nacionais, rotativos, não incluindo julgadores vinculados às instituições de onde os candidatos procedem – mais especificamente, nas quais estão matriculados.

Modalidades

Serão quatro as modalidades de Prêmios destinados a incentivar os pesquisadores em processo de formação intelectual:

PRÊMIO VERA GIANGRANDE – destinado a estudantes de graduação que tenham apresentado trabalhos na Intercom Júnior – Jornada de Iniciação Científica em Comunicação.

PRÊMIO LIGIA AVERBUCK – destinado a estudantes de especialização que tenham apresentado trabalhos na ALTERCOM – Jornada de Inovação Científica e Alternativas Comunicacionais.

PRÊMIO FRANCISCO MOREL – destinado a estudantes de mestrado que tenham apresentado trabalhos nos NPs Intercom – Encontro dos Núcleos de Pesquisa em Comunicação.

PRÊMIO FREITAS NOBRE – destinado a estudantes de doutorado que tenham apresentado trabalhos nos NPs Intercom – Encontro dos Núcleos de Pesquisa em Comunicação.

Patronos

Professora de Relações Públicas, Vera Giangrande liderou sua categoria profissional, conquistando reconhecimento nacional e internacional. Teve papel decisivo na primeira Comissão de Especialistas em Comunicação do Ministério da Educação. Ela prestou relevantes serviços à Intercom na instituição do Prêmio Pão de Açúcar, vinculado às Jornadas de Iniciação Científica em Comunicação

Pesquisadora de Editoração, Lígia Averbuck presidiu o Instituto Gaúcho do Livro e se notabilizou pelas Jornadas do Livro e da Leitura de Porto Alegre. Sócia da Intercom nos primeiros tempos, prestou relevantes serviços à associação, fortalecendo nossa presença no sul do país e junto ao mundo dos escritores e editores.

Professor de Publicidade e Propaganda, Francisco Morel foi sócio fundador da Intercom, autor do nosso primeiro estatuto. Destacou-se em sua área de conhecimento, tendo exercido forte influência na atual geração dos pesquisadores do seu campo de trabalho. Sua dissertação de mestrado – “O anúncio da notícia” –, defendida na Universidade de São Paulo, marcou época, tornando-se emblemática pela articulação teoria-prática. Ajudou a Intercom a estabelecer conexões com a corporação publicitária.

Jornalista, Professor e Pesquisador do Jornalismo, Freitas Nobre fez o doutorado em Direito e Economia da Informação na Universidade de Paris, onde defendeu tese inovadora sobre o direito de resposta na mídia eletrônica. Ele exerceu a Presidência da Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ e foi Vereador, Deputado Federal e Vice-Prefeito de São Paulo, tendo deixado uma obra significativa no campo da legislação de imprensa. Prestou relevantes serviços à Intercom, contribuindo para estreitar os nossos vínculos internacionais, especialmente com a International Association for Media and Communication Research.