Portcom

Histórico dos colóquios internacionais da Intercom

A rigor, houve uma pré-história dos atuais colóquios com o I e II Colóquio Brasil-México, entre 1988 e 1992, quando foi realizado um projeto de pesquisa comparada.

A atual estrutura que reúne pesquisadores selecionados em torno de temas comuns teve início em 1992 e desde então foi se aperfeiçoando e consolidando o formato de colóquio, hoje uma marca institucional da Intercom.

Os colóquios realizados e programados são:

Brasil-China

2010– I Colóquio Brasil-China– promoção UFES. Espírito Santo, Brasil

Brasil-Argentina

2011 - III Colóquio Brasil-Argentina - promoção Intercom, Recife, Brasil

2009– II Colóquio Brasil-Argentinapromoção UNC. Mendoza, Argentina

2007– I Colóquio Brasil-Argentinapromoção Intercom. São Paulo, Brasil

Brasil-Canadá

2005 - II Colóquio Brasil-Canadá – promoção Intercom, CERB e GRICIS. Université du Québec à Montreal

2002 - I Colóquio Brasil-Canadá – promoção Intercom-Université du Québec. Pré-congresso do Intercom, Salvador, Brasil

Brasil-Chile

2007– I Colóquio Brasil-Chile– promoção Pontifícia Universidade Católica do Chile. Santiago, Chile

Brasil-Dinamarca

1996 – I Colóquio Brasil-Dinamarca – promoção Intercom-Universidade de Copenhagen. Pré-congresso do Intercom Londrina, Brasil

Brasil-Espanha

2008 - V Colóquio Brasil-Espanha - promoção Universidade de Brasília-Intercom e Asociación Española de Investigación de la Comunicación (AE-IC), Brasília, DF, Brasil

2006 - IV Colóquio Brasil-Espanha – promoção Facultad de Ciencias de la Comunicación de la Universidad de Málaga - Intercom, Málaga, Espanha.

2000 - III Colóquio Brasil-Espanha – promoção Intercom. Pré-congresso da Intercom Manaus, Brasil.

1998 - II Colóquio Brasil-Espanha – promoção Universidad de Santiago de Compostela –Intercom, Santiago de Compostela, Espanha.

1996 – I Colóquio Brasil-Espanha - promoção Intercom. Pré-congresso da Intercom Londrina, Brasil.

Brasil-Estados Unidos

2010-IV Colóquio Brasil-Estados Unidos - promoção Intercom/Illinois State University, Rio Grande do Sul, Brasil

2008– III Colóquio Brasil-Estados Unidospromoção Tulane University/Intercom, New Orleans, Louisiania, EUA.

2005 – II Colóquio Brasil-Estados Unidospromoção Intercom. Rio de Janeiro, Brasil.

2004 – I Colóquio Brasil-Estados Unidos – promoção University of Texas-Intercom, Austin, EUA.

Brasil-França

2010 - X Colóquio Brasil-França - Promoção Intercom-SFSIC, Paris e Dijon, França

2009– IX Colóquio Brasil-França - Promoção Intercom-SFSIC, Curitiba, Brasil.

2006 – VIII Colóquio Brasil-França - Promoção Intercom-SFSIC, Grenoble, França.

2004 – VII Colóquio Brasil-França - promoção Intercom-SFSIC, Pré-congresso da Intercom, Porto Alegre, Brasil.

2001 – VI Colóquio Brasil-França - promoção SFSIC-Intercom, Poitiers, França.

1998 – V Colóquio Brasil-França - promoção Intercom-SFSIC. Pré-congresso da Intercom, Recife, Brasil.

1996 - IV Colóquio Brasil-França - promoção SFSIC-Intercom. Pré-congresso da SFISC, Grenoble, França.

1995 - III Colóquio Brasil-França - promoção Intercom-SFSIC. Pré-congresso da Intercom, Aracajú, Brasil.

1993 - II Colóquio Brasil-França – promoção SFSIC-Intercom. Pré-congresso da SFISC, Paris, França.

1992 - I Colóquio Brasil-França – co-promoção Intercom-SFSIC (Societé Française des Sciences de l’Information et de la Communication). Pré-congresso da Intercom, São Bernardo do Campo, Brasil.

Colóquios Brasil-Grã-Bretanha

1999 - I Colóquio Brasil-Grã-Bretanha – promoção Intercom-Loughborough University . Pré-congresso da Intercom, Rio de Janeiro, Brasil.

Colóquios Brasil-Itália

2003 - III Colóquio Brasil-Itália – promoção Intercom-Università di Firenze. Pré-congresso da Intercom, Belo Horizonte, Brasil.

2001 - II Colóquio Brasil-Itália – promoção Università di Firenze-Intercom , Firenze, Itália. Criação da AILAC (Associazione Ítalo-Latinoamericana di Scienze della Comunicazione).

1997 - I Colóquio Brasil-Itália – promoção Intercom-Università di Firenze . Pré-congresso da Intercom Santos, Brasil.

Brasil-México

2007– I Colóquio Brasil-México promoção Universidade Autônoma Juárez. Tabasco, México.

Brasil-Portugal

2008 - I Brasil-Portugal - Colóquio Bi-nacional de Ciências da Comunicação - promoção da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-Intercom, Natal, RN, Brasil

1998 - II evento Brasil-Portugal - promoção da Universidade Federal de Sergipe-Intercom, Aracajú, Brasil. Criação da LUSOCOM (Federação Lusófona de Ciências da Comunicação) que vem realizando os encontros lusófonos bienais nos países associados.

1997 - I evento Brasil-Portugal - promoção Universidade Lusófona-Intercom, Lisboa, Portugal.

 

Organização dos Colóquios Binacionais de Ciências da Comunicação

O Colóquio Binacional é uma modalidade de encontro diferenciado, que envolve um número relativamente reduzido de intelectuais, cada um em posição de destaque na pesquisa de Comunicação em seu país. Desta forma, é possível aprofundar as exposições e propiciar debates mais prolongados, permitindo aos autores explicações que nem sempre têm possibilidade de desenvolver.

Os colóquios são organizados através de sessões temáticas nas quais se reúnem diversos pesquisadores, sempre dos dois países, que apresentam trabalhos sobre um mesmo tema.

Normalmente, as sessões temáticas dizem respeito às grandes áreas temáticas ou de pesquisa em Comunicação, tais como: Estudos de Jornalismo, Propaganda, Relações Públicas, Radialismo, Televisão, Cinematografia, Editoração, Cibermídia, Comunicação Internacional, História da Comunicação, Comunicação Política, Comunicação Organizacional, Economia da Comunicação, Estudos Culturais em Comunicação, Estratégias de Comunicação, Estudos de Recepção, Epistemologia, Taxonomia, Metodologia e Pedagogia da Comunicação, etc.

Sempre que possível, o tema geral do colóquio deve ser articulado com o tema geral do congresso da Intercom quando o colóquio for realizado no Brasil. Tanto o tema central como as sessões temáticas devem ser decididas pelos coordenadores do colóquio, em conjunto com a Diretoria de Relações Internacionais, tendo em vista interesses específicos existentes entre os dois países.

Normas de funcionamento

Os colóquios binacionais da Intercom são de responsabilidade da sua Diretoria de Relações Internacionais a quem cabe supervisionar a realização e o funcionamento dos colóquios. Todas as normas que regem os colóquios devem ser zeladas por essa Diretoria, à qual compete resolver todos os casos não previstos neste documento.

Periodicidade

O colóquio tem caráter bienal e será realizado alternadamente em cada um dos países. No Brasil, ele é realizado de preferência no mês de setembro, como parte das atividades do pré-congresso, na cidade onde é realizado o congresso anual da Intercom.

Coordenação

  • Cada colóquio binacional terá dois coordenadores: um pesquisador brasileiro e outro do país co-promotor.
  • Ambos os coordenadores devem ter seus nomes indicados pela Diretoria de Relações Internacionais e aprovados pela diretoria da Intercom, bem como pela instituição análoga do outro país.
  • O mandato de cada coordenador será definido pela Diretoria da Intercom ou da instituição análoga, através das respectivas Diretorias de Relações Internacionais.
  • Cabe a cada coordenador organizar a delegação de pesquisadores de seu país que participará do colóquio, contando com a participação de comitês científicos para a avaliação do mérito e seleção dos trabalhos inscritos.
  • Cabe aos coordenadores elaborar e divulgar a “chamada de trabalhos”, assegurando o cumprimento de seus objetivos e prazos.
  • Os coordenadores devem fazer a seleção dos textos submetidos e avaliados pelo comitê científico instituído a cada colóquio, providenciando a divulgação dos resultados.
  • Os coordenadores, para realizar suas atividades, devem contar com o apoio da instituição co-promotora do colóquio.
  • Cabe aos coordenadores dividirem a direção dos trabalhos do colóquio, organizarem as sessões temáticas e garantirem os objetivos do colóquio.

Co-promoção

Quando o colóquio ocorrer no Brasil, a Intercom arcará com os seguintes custos:

  • Passagem, hotel e alimentação do coordenador estrangeiro;
  • Hotel e alimentação de um determinado número de pesquisadores estrangeiros.
Quando o colóquio ocorrer no outro país, o coordenador assegurará junto à instituição co-promotora, recíproco tratamento à delegação brasileira, qual seja:
  • Passagem, hotel e alimentação do coordenador brasileiro.
  • Hotel e alimentação para igual número de pesquisadores brasileiros filiados à Intercom.

Publicação de livro

  • Cabe ao coordenador local garantir a publicação, em livro, dos textos apresentados. Caso haja um número elevado de textos, os dois coordenadores serão responsáveis pela seleção daqueles que integrarão a publicação.
  • O livro deverá ser publicado em período anterior à realização do colóquio seguinte.
  • O livro será publicado com o nome dos dois coordenadores como organizadores, logomarca da Intercom e da outra instituição envolvida no colóquio.
  • O livro deverá ser publicado de preferência nos dois idiomas dos países a que se refere o colóquio.
  • O livro deve ter assegurada uma ampla distribuição, de preferência por editora comercial, em regime de co-edição.
  • À Intercom caberá 5% (cinco por cento) da tiragem de cada volume para que possa fazer a devida divulgação da produção científica dos colóquios.

Regulamento aprovado na reunião da diretoria do dia 08 de abril de 2006.