Portcom
INTERCOM NOTÍCIAS
Jornal semanal da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação

Ano 2, nº. 22, São Paulo – SP – Brasil 9 de junho de 2006
Sumário desta edição
Outras edições

 

Acontece

Daniel Herz constitui história da Comunicação no Brasil

Com o falecimento do Prof. Herz, anunciado em nossa última edição, o país perde um brilhante pesquisador e a Intercom um importante sócio, que esteve presente na construção da entidade como pesquisador e coordenador de Núcleo de Pesquisa.

A edição 28 do boletim EP Notícias (www.eptic.com.br) é dedicada a Daniel Herz. Reproduzimos abaixo parte de seu conteúdo para simbolizar o nosso respeito a essa marcante representação de nossa área.

Homenagem a Daniel Herz

A edição nº. 28 do Boletim EP Notícias é dedicada a Daniel Herz. Nessa edição, preparamos uma coletânea das suas mais importantes entrevistas concedidas a alguns jornalistas da imprensa especializada. Esta foi a maneira que nós, membros da Rede Eptic, encontramos para homenageá-lo, dando o nosso adeus, com muito pesar, embora saibamos que a sua contribuição jamais será esquecida e o seu nome estará definitivamente gravado na história das lutas pela democratização da Comunicação no país.

Há anos Daniel Herz lutava bravamente contra um câncer, que não o impediu de continuar onde sempre esteve: na linha de frente. Nos últimos meses, porém, seu estado se agravou. Não resistiu e, no último dia 30, morreu em Porto Alegre. Partiu aos 51 anos de idade. Era formado em jornalismo pela Universidade do Vale do Rio Sinos (Unisinos), mestre em comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), representante dos jornalistas no Conselho de Comunicação Social (CCS) do Congresso Nacional, instituição que ajudou a criar. Foi um dos fundadores do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC) e do Instituto de Estudos e Pesquisas em Comunicação (Epcom). Participou de diversas gestões da Federação Nacional dos Jornalista (Fenaj), foi professor de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), autor do livro A História Secreta da Rede Globo e célebre articulador nas negociações que levaram à formulação da Lei da TV a Cabo de 1995.

Nossa relação com ele iniciou-se no momento da fundação dos GT’s de Economia Política – coordenado por mim, à época – e de Políticas de Comunicação, por ele coordenado. Ambos tiveram uma história memorável na entidade e, desde o princípio, buscaram uma ação autônoma, mas coordenada. Foi assim que, por sua influência, criamos, em Aracaju, a seção sergipana do Fórum, ativa nos debates da Lei do Cabo, tendo sido uma das primeiras a garantir a organização de audiência pública da empresa local de telecomunicações para debater a privatização, em curso naquele momento. Daniel esteve por duas vezes, no período das lutas em torno da Lei da TV a Cabo, em Aracaju, onde teve a oportunidade de dirigir-se, como convidado, aos deputados estaduais e vereadores.

Posteriormente, a luta arrefeceu, mantivemos poucos contatos diretos durante longo tempo, nossos GT’s na Intercom foram extintos, mas a sincronia dos nossos projetos prosseguiu. A iniciativa do Epcom e do clipping do FNDC foram muito importantes, concretamente, para a democratização da comunicação no meio acadêmico das Ciências da Comunicação. A pesquisa realizada no Observatório de Comunicação da UFS, que administra a rede Eptic, em muito se vale desse instrumento fundamental hoje para o nosso campo.

Separados pelo espaço e pelo tempo, unidos na luta pela democratização das comunicações, voltamos a nos encontrar numa seção da CCS à qual ele me convidou para falar sobre a concentração da mídia no Brasil. Foi a última vez.

Descansa em paz, companheiro. Teu exemplo nos ilumina!

César Bolaño – www.eptic.com.br